Dúvidas frequentes sobre a continuidade da certificação da sala-cofre da sua empresa (parte 1)

O data center é um ambiente crítico projetado para concentrar um conjunto de servidores, equipamentos de processamento e armazenamento de dados, além de sistemas de ativos de redes, como switches, roteadores, e outros

 

sala-cofre-certificada(crédito da imagem – meionorte.com)

A pergunta que as empresas se fazem é: quando devo optar por uma sala-cofre certificada?

Esses equipamentos necessitam de uma infraestrutura que ofereça proteção aos servidores, evitando que sejam danificados e as informações perdidas.

Quando se trata de um ambiente crítico em local compartilhado, como um edifício multidisciplinar, onde pessoas, outras empresas e departamentos utilizam o mesmo espaço, a probabilidade de acessos indevidos e a ocorrência de outros fatores de risco, que geram ameaças físicas ao data center, aumentam significativamente.

Para proteger o data center contra essas ameaças físicas é recomendada a instalação de sala-cofre, um ambiente estanque, testado e certificado no Brasil pela ABNT de acordo com a norma NBR 15.247 e acreditada pelo INMETRO.

E quais são essas ameaças físicas?

Diversos fatores que envolvem o ambiente externo do data center são considerados de alto risco e podem causar sérios danos irreversíveis, entre eles:  fogo, fumaça, gás corrosivo, impacto, explosão, umidade, infiltração de líquidos por ocorrência de vazamentos, poeira, magnetismo, arrombamento, roubo, entre outros. Além dos riscos de indisponibilidade na infraestrutura elétrica, de ar condicionado e de conectividade, gerados por terceira parte.

Como a sala-cofre certificada pode garantir a proteção física dos meus equipamentos de TI?

A melhor forma de garantir a proteção física dos equipamentos de tecnologia da informação é adotar uma solução normatizada, testada e certificada. A sala-cofre é a solução mais segura e indicada para ambientes multidisciplinares, pois, garante a proteção exigida pelas normas e comprovada por meio dos testes.

Algumas das principais normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que regem sobre estas proteções são:

NBR 11.515 – Basicamente, define os limites de emergência de temperatura (75ºC) e umidade relativa (85%), ou seja, os limites máximos toleráveis sem gerar riscos à integridade dos equipamentos de tecnologia da informação e principalmente de discos rígidos.

NBR 15.247 – Especificamente, define as características técnicas de uma sala-cofre certificada, garantindo os mais elevados níveis de proteções contra ameaças físicas. O procedimento de Ensaio – PE047.7 – estabelece a sistemática aplicável para concessão, manutenção e uso da marca de segurança ABNT (etiqueta de certificação) para sala-cofre.

Leia também:

Dúvidas frequentes sobre a continuidade da certificação da sala cofre da sua empresa (parte 2)

Compartilhe: